• PROLAPSO DA VÁLVULA MITRAL (SOPRO)


    • O que é?

      Também conhecido como sopro no coração e síndrome de Barlow, o prolapso da válvula mitral é um problema cardíaco no qual a válvula que separa as câmaras superior e inferior do lado esquerdo do coração não fecha corretamente, podendo pequena quantidade de sangue retornar para a cavidade esquerda, dificultando a capacidade do coração para bombear o sangue, isso é chamado de regurgitação (insuficiência) mitral.



      Sintomas e exames

      A maior parte das pessoas que possuem o prolapso da válvula mitral não apresentam sintomas, porém quando ocorrem pode ser devido a um vazamento de grande quantidade sangue para a parte superior do coração por meio da válvula. Os sinais e sintomas do prolapso da válvula mitral podem variar muito de uma pessoa para outra, mas é possível notar arritmia, tonturas ou vertigens, dificuldade na respiração, falta de ar e fadiga, normalmente só aparecem em grandes prolapsos da válvula mitral. A situação pode ser descoberta somente quando um médico através do uso de um estetoscópio ausculta através de um clique, após o som deste clique, existe uma associação entre o escape ou regurgitação de sangue através da válvula mitral e um ruído ou sopro. Exames como ecocardiograma com Doppler colorido, cateterismo cardíaco, radiografia torácica, eletrocardiograma e ressonância magnética do coração ajudam a fechar o diagnóstico.



      Principais Causas

      Na maioria dos casos, a causa é o crescimento anormal de uma das cúspides. Em outros casos, essa alteração é secundária a outras doenças cardíacas (como febre reumática e infarto) podendo ocorrer também após cirurgia valvular. Na maioria dos casos é inofensivo, e os pacientes geralmente não sabem que têm o problema.



      Tratamento e cuidados após o diagnóstico

      É necessário acompanhamento médico frequente quando o prolapso é moderado ou importante. Em alguns casos poderá ser necessária uma cirurgia para reparar ou substituir a válvula se o paciente apresentar regurgitação mitral grave ou se os sintomas piorarem. A substituição da válvula mitral pode ser essencial se o ventrículo esquerdo estiver aumentando e o funcionamento do coração piorar. Alguns medicamentos poderão ser prescritos de forma paliativa quando a regurgitação mitral ou outros problemas cardíacos também estiverem presentes. Alguns medicamentos ajudam no controle das arritmias e na remoção do excesso de líquidos nos pulmões. Outros medicamentos podem ser indicados para evitar coágulos de sangue em casos de fibrilação atrial. Não há nenhuma recomendação de restrições ao estilo de vida ou quaisquer limitações no que diz respeito à prática de exercícios físicos, porém se o paciente possuir a regurgitação mitral grave, o médico poderá recomendar-lhe evitar exercícios que possam piorar a sua condição.



      Complicações

      A complicação mais preocupante é a endocardite, mas também pode acontecer derrame, fibrilação atrial e outras arritmias.