• Saiba os sintomas da doença arterial periférica

      Quando o endurecimento e estreitamento das artérias afeta as pernas, ocorre a chamada doença arterial periférica ou PAD.

      Seus sintomas são frequentemente confundidos com outras doenças, e muitas vezes não são diagnosticados. Se os fatores de risco não são controlados (tabagismo, hipertensão arterial, diabetes, colesterol alto e falta de exercício), a doença pode progredir e acabar com a perda do membro.

      Os sintomas são: dor para caminhar que melhora em repouso e reinicia quando você anda novamente, a dor é pior se você anda mais rápido ou sobe morros; a distância que você consegue andar fica cada vez mais curta; e eventualmente você começa a sentir dor nas pernas mesmo quando estiver descansando e os pés tornam-se avermelhados quando pendurados; dor no pé quando você está dormindo; e finalmente os dedos tornam-se pretos e ocorre gangrena.

      Os objetivos gerais para o tratamento de PAD são: reduzir os sintomas, melhorar a qualidade de vida e a mobilidade e amputação do membro. Como são doenças causadas por placas de colesterol, a prevenção da PAD também ajuda a impedir o ataque cardíaco e amputação. Há três abordagens principais para tratar PAD: fazer mudanças de estilo de vida; tomar medicamentos; e em alguns casos, pode ser necessário algum procedimento especial, como angioplastia ou cirurgia.

       

      Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia

      Atualizado em: 28/09/2017