• Pastilhas efervescentes

      Sabe aquela pastilha que usamos quando bate aquela queimação? Pode parecer estranho, mas essas bolhas que aliviam o desconforto escondem mais riscos do que se imagina. Muitos desses medicamentos contêm grande quantidade de sódio e esse sal, associado a uma dieta inadequada, pode aumentar o risco cardiovascular de quem faz uso desses medicamentos de forma frequente.

      Eles por si só, não representariam uma ameaça se estivessem associados a uma dieta adequada. Ao ingerirmos medicamentos efervescente como ácido acetilsalicílico, paracetamol e ibuprofeno aumentamos a ingestão de sódio, podendo até superar a quantidade recomendada pela Organização Mundial da Saúde que é de 5 g para o indivíduo adulto.

      Esses medicamentos agregam a lista de alimentos ricos em sódio e suas formulações aumentam em até 16% o risco de eventos cardiovasculares. Pacientes já hipertensos devem ter ainda mais atenção. Por isso, a avaliação e acompanhamento médicos são tão importantes. Lembrem-se: A automedicação não é indicada. Mantenha a saúde em dia e fique atento a alimentação.

       

      Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia

      Atualizado em: 20/02/2018