• Hipercolesterolemia familiar

      A Hipercoleterolemia Familiar (HF) é uma doença genética que afeta os níveis de colesterol LDL, conhecido como colesterol ruim. Ele causa alterações genéticas que impedem o fígado de exercer sua função de remover o excesso de gordura que é transportada pela corrente sanguínea resultando no aumento do risco de desenvolver doenças do coração.

      Os níveis de LDL excessivamente altos são características dominante nessa condição, e que acarretam na obstrução das artérias do coração e/ ou cérebro. Por se tratar de uma doença genética afeta o indivíduo desde a infância. Já no útero é possível que haja alterações e indícios de problemas cardiovasculares. A doença também pode acometer 1 a cada 250 pessoas da população mundial que não tem histórico de problemas de colesterol alto na família.

      Geralmente é reconhecida pela primeira vez após realização de exames de sangue que medem os níveis de colesterol. Pessoas com HF já apresentam esses níveis alterados desde a infância. Em casos de suspeita, é possível confirmar essa condição com realização de exames genéticos. Com a confirmação, o tratamento e acompanhamento médico adequado, aliados a uma alimentação saudável, permite que os impactos da doença sejam minimizados e controlados auxiliando, desta forma, a prevenção para doenças cardiovasculares.

       

      Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia

      Atualizado em: 27/02/2018