• Dia Mundial de Luta Contra a Aids

      #LutaContraAids #coraçao #saude #cardiologia #cardiologista

      Estima-se que existam mais de 700 mil pessoas vivendo com o vírus do HIV. Pessoas soropositivas tem chances elevadas de desenvolver problemas do coração.

      O vírus causador da aids e os medicamentos que compõem o coquetel antirretroviral provocam reações no organismo que elevam as chances do aparecimento de doenças cardiovasculares. Por isso prevenir os problemas cardíacos é um dos grandes desafios de quem convive com o HIV. Isso acontece, pois, o vírus agride células do coração. A infecção causada por ele tem relação direta com o aumento dos níveis de triglicérides e colesterol no sangue. Essas alterações podem levar a insuficiência cardíaca, diabetes e aumento do risco de infarto.

      Vale ressaltar que embora os medicamentos antirretrovirais sejam responsáveis pelo aumento do risco, eles são imprescindíveis para o tratamento dos portadores de HIV. Abandonar a terapia também aumenta o risco, pois o indivíduo fica ainda mais vulnerável. Em alguns casos são incluídos ao coquetel de tratamento medicamentos para o coração. Outro ponto importante é seguir uma dieta equilibrada, pratica de atividade física e a adoção de hábitos saudáveis.

      O tratamento completo contra a AIDS é oferecido gratuitamente pelo sistema Único de Saúde (SUS), com medicamentos distribuídos pelo governo. Cuida da sua saúde.

       

      Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia

      Atualizado em: 01/12/2018