• Pré-diabetes

      #coracao #cardiologia #cardiologista #pre-diabetes



      A maior parte dos casos de pré-diabetes são assintomáticos, o paciente só saberá do problema, às vezes, por um exame laboratorial de rotina.

      As pessoas devem levar em consideração o histórico familiar relativo a doença para redobrarem os cuidados. O paciente deve ficar alerta se os valores de glicemia em jejum estiverem maiores ou iguais a 100 mg/dL e de hemoglobina glicada for maior ou igual a 5,7%. Índices de glicemia de jejum maiores ou iguais a 126 mg/dL e de hemoglobina glicada maiores ou iguais a 6,4% configuram diagnóstico de diabetes. O pré-diabetes também é um fator de risco adicional para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares.
      O fator positivo do pré-diabetes é que as pessoas que recebem esse diagnóstico podem reverter esse problema através da adoção de novos hábitos de vida como melhorar a alimentação, perder peso, realizar atividade física regularmente, evitar a ingestão excessiva de doces, refrigerantes e fast foods. O uso de medicamentos já pode ser recomendado desde a fase do pré-diabetes em alguns casos selecionados, de acordo com a orientação médica.

       

      Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia

      Atualizado em: 04/07/2019